quinta-feira, 6 de junho de 2013

Conflitos entre agentes de socialização


Na sociedade actual destacam-se três grandes agentes de socialização: a família, a escola e os meios de comunicação que podem originar conflitos entre si.
Entre a família e a escola, o conflito reside, essencialmente, nos ideais que transmitem e na valorização de determinados aspectos  Por exemplo, numa família mais tradicional, o saber prático (como a lida doméstica, culinária, entre outros) é valorizada enquanto o conhecimento da História, das Ciências, da Língua, é prioridade da escola.
Outro conflito que pode surgir é entre a família e os meios de comunicação, em especial com a televisão, computador ou telemóvel. Esta situação pode ter origem no modo de tratamento de determinados assuntos. Isto é, a vulgarização do tratamento de temas polémicos (como a homossexualidade, por exemplo) pode chocar com os interesses da família, por esta considerar esses assuntos impróprios para um determinado grupo etário (crianças) em certos horários. Em suma, existe uma maior exposição menos controlada de exposição de mensagens e estereótipos transmitidos explícita ou implicitamente.
Concluindo, existem grandes disparidades em termos de prioridades e valores defendidos pelos diversos agentes de socialização que levam à emergência de conflitos entre si.



Sara Cunha



Sem comentários:

Enviar um comentário